A COVID-19 mudou as atitudes relativamente à sustentabilidade?

A COVID-19 teve impactos à escala global em todos os aspetos das nossas vidas. Será então que isto significa que as iniciativas em matéria de sustentabilidade passaram a ter menor protagonismo, uma vez que os consumidores e as empresas estão focados em manter-se saudáveis – e, inclusivamente em manter-se em atividade? A nossa experiência sugere o contrário.

Niels PT.jpg

Sobre Niels Flierman – Enquanto Chefe da Divisão de Paper na DS Smith, Niels está focado em fazer crescer os nossos negócios e em impulsionar a inovação na indústria do papel. Ao longo da sua carreira, geriu algumas das maiores fábricas de papel na Europa, alcançando sucesso ao nível operacional e comercial. Anteriormente, também trabalhou como engenheiro químico e tem um mestrado em Ciência e Tecnologia no Fabrico do Papel.

Acreditar numa forma melhor de fazer negócios

Durante a pandemia da COVID-19, teria sido fácil aos consumidores e às organizações negligenciarem a sustentabilidade. Na verdade, a pandemia fez-nos pensar a todos de maneira diferente e fazer as coisas ainda melhor. Dos meios de comunicação aos governos em toda a Europa, tem havido um foco em programas pós‑COVID de “Recuperação Verde” e de “Reconstruir melhor” para impulsionar a economia mundial através de iniciativas de sustentabilidade.

Temos assistido a um número crescente de organizações que estão a orientar as suas operações e produtos para serem mais sustentáveis e os consumidores estão a liderar este movimento em prol da mudança. Acabámos de concluir um novo estudo em parceria com a Ipsos MORI em 12 territórios europeus que mostra que, apesar da crise da COVID-19, os consumidores querem comprar a empresas que se preocupam em criar um mundo mais sustentável. Por exemplo, 85% dos consumidores querem comprar produtos que utilizem o mínimo de embalagens possível. Quase um terço admitiu que deixou simplesmente de comprar determinadas marcas porque as suas embalagens não eram sustentáveis.

sustainable-packaging.jpg

A sustentabilidade está no centro do nosso modelo de negócio e já estamos a manter recursos valiosos em utilização, a conceber cadeias de fornecimento aos clientes isentas de resíduos e também a proteger os recursos naturais. Em setembro, lançámos a nossa nova Estratégia de Sustentabilidade “Now and Next” para definir metas ambiciosas para o futuro, bem como para renovar o nosso compromisso com os projetos e as metas existentes.

Com muitas marcas globais agora empenhadas em tornar as suas embalagens 100% recicláveis até 2025, antecipámos o nosso próprio compromisso para 2023 e estamos a concentrar-nos em fornecer sustentabilidade que possa adicionar valor desde já.

Os plásticos problemáticos não vão desaparecer

Os plásticos problemáticos continuam a ser uma preocupação dominante para os consumidores, pelo que as marcas e os retalhistas vêm ter connosco para os ajudarmos a encontrar alternativas sustentáveis e materiais mais facilmente recicláveis. É por isso que fazemos parte da 4evergreen Alliance, que apoia a inovação no design de produtos com vista à reciclabilidade e apela ao desenvolvimento de sistemas de recolha otimizados e infraestruturas de reciclagem adequadas.

Os nossos produtos acabados de papel apoiam a nossa evolução em direção a uma economia circular, uma vez que as taxas de embalagens à base de papel (84% de papel vs. 40% de plástico)1 são significativamente mais elevadas. Através do nosso inquérito sobre compras, concluímos que mais de seis em cada dez (62%) consumidores estariam dispostos a pagar mais por produtos alimentares que contenham menos embalagens de plástico.

hard-to-recycle-materials.jpg

Os nossos designers dedicados, as equipas de I&D e Inovação estão também na vanguarda da substituição de plásticos problemáticos e da busca de soluções para materiais difíceis de reciclar, como copos de café. Estabelecemos uma parceria com a Aquapak para substituir as janelas de plástico difíceis de reciclar (como as existentes nas caixas de massas, por exemplo) por um polímero novo, solúvel em água e biodegradável.

Um papel melhor leva a uma melhor embalagem

Atualmente, a fibra nas nossas embalagens pode ser reciclada até 25 vezes e estamos a trabalhar intensamente para utilizar apenas a fibra estritamente necessária para tornar os nossos papéis o mais sustentáveis possível. Reduzir a quantidade total de material utilizado nas embalagens é outro desafio que estamos a abraçar, juntamente com a eliminação do mesmo no final da sua vida útil. Pode ser reciclado com facilidade? A informação sobre reciclagem na embalagem está clara? Está implementada uma infraestrutura de reciclagem adequada?

recycling-at-home.jpg

Podemos ainda estar no meio da pandemia da COVID-19, mas para manter a dinâmica da sustentabilidade, e reconstruir melhor, todos temos de continuar a olhar para o futuro.

Gostaria de receber comunicações da DS Smith Recycling sobre os vossos serviços, notícias do setor, opiniões e comentários de especialistas.

Usar de preferência a(s) seguinte(s) forma(s) de contacto:

Para mais informações sobre como a DS Smith gere, usa e protege as suas informações, clique aqui.

Pode sempre revogar o seu consentimento ao marketing por e-mail através do mecanismo de autoexclusão que se encontra no final da nossa mensagem de e-mail promocional ou através do envio de um pedido de contacto no nosso site Internet.