DS Smith contribui para a reflorestação do Parque Natural de Sintra-Cascais - DS Smith

DS Smith contribui para a reflorestação do Parque Natural de Sintra-Cascais

Para apoiar as comunidades onde opera e em linha com a sua estratégia de sustentabilidade “Now and Next”, a DS Smith contribuiu para a reflorestação do Parque Natural de Sintra-Cascais. Esta iniciativa, desenvolvida através da associação Plantar uma Árvore, consistiu na doação e plantação de 600 árvores.

A deflorestação é uma das grandes preocupações da atualidade. As florestas são essenciais para a sobrevivência da biodiversidade e humanidade, ao serem ecossistemas abundantes e ao absorverem uma grande parte do carbono libertado na atmosfera. No entanto, estão a recuar a um ritmo alarmante. Esta realidade inquietante assumiu, por isso, uma grande importância na recente Conferência das Nações Unidas sobre as Alterações Climáticas (COP26), na qual vários países adotaram uma declaração conjunta e comprometeram-se a deter a desflorestação até 2030 para combater as alterações climáticas.

Portugal, que se encontra entre os signatários, tem ainda um longo caminho a percorrer em matéria de reflorestação, sendo necessário reforçar a recuperação e manutenção das suas florestas, incluído áreas afetadas por incêndios. Anualmente, milhares de hectares de floresta são consumidos por fogos no nosso território e todos os esforços são poucos para reabilitar as zonas afetadas. Com o objetivo de contribuir para a regeneração das florestas do país, a DS Smith recorreu à associação Plantar uma Árvore e doou 600 árvores ao Parque Natural Sintra-Cascais, classificado pela UNESCO como Património da Humanidade. Esta floresta secular foi fustigada por um grande incêndio, em outubro de 2018, o qual consumiu numa só noite 600 hectares de floresta, mais do que nos dez anos anteriores.

A ação de plantação decorreu no dia 15 de novembro, contando com a participação de colaboradores da DS Smith e elementos da Associação. Além desta intervenção inicial, está também assegurada a manutenção destas árvores durante cinco anos. Este contributo será fundamental para ajudar a regenerar a floresta nativa e as espécies autóctones, potenciar a biodiversidade e reduzir o risco de incêndios. De realçar ainda o seu potencial de sequestro de 360 toneladas de CO2.

Enquanto empresa responsável e atenta ao meio envolvente, a DS Smith procura apoiar as comunidades locais e, através desta iniciativa, terá um impacto positivo no Parque Natural de Sintra-Cascais. Esta ação de recuperação ecológica está também em linha com a sua estratégia de sustentabilidade e com o objetivo de, até 2025, proteger as florestas e aumentar a biodiversidade onde quer que a empresa se encontre.